Espinheira Santa: Benefícios e para que é usado.

Espinheira Santa: Benefícios e para que é usado.

A espinheira santa é outra planta medicinal bastante conhecida para tratamento de alguns problemas gastro intestinais.

Típica da região do sul do País esta planta seu nome científico é Maytenus ilicifolia Mart. ex Reissek.

É importante salientar que o seu nome mais popular é de espinheira santa, mas pode mudar conforme a região em que está localizada. Veja alguns outros nomes populares: espinheira-santa, espinheira-divina, maiteno, salvavidas, sombra-de-touro, erva-cancerosa, congorça, cancerosa, cancorosa, espinho-de-deus, e congorça. Como é chamada ela na sua região?

Para que serve a Espinheira Santa?

Como dito inicialmente problemas gastros, tais como: úlceras estomacais, gastrites, úlcera duodenal, sintomas de dispepsias e combate dos gases.

Também indicado para o tratamento de mau hálito, já que muitas das vezes a consequência está ligada aos problemas gastrointestinais.

A espinheira santa também pode ser usada para o combate da Helicobacter Pylori, pois em estudos clínicos tem mostrado eficiência por apresentar uma ação bacteriostática (vou deixar o link da pesquisa aqui). Pode ser usado como tratamento complementar de antibióticos tradicionais, desde que seu médico seja consultado para isso.

Outros estudos também tem indicado um combate contra alguns tipos de câncer, mas ainda carece de mais estudos.

Como Usar o chá da Espinheira Santa?

Para preparar é muito simples: basta usar cerca de 20 gramas de folhas da espinheira santa em 1 litro de água. Ferva a água e acrescente as folhas. Tampe e deixe descansar. Faça o uso de 8 em 8 horas ou sempre antes das principais refeições.

Caso faça a opção de tomar comprimidos com extratos secos, dê preferência por produtos que sejam registrados pela ANVISA, pois assim você saberá que tem procedência o produto. Recomenda- se cerca de dose diária de 60 a 90 mg (fonte aqui).

Contra indicações

A espinheira santa é contra indicada em gestantes por apresentar efeito abortivo, e também é contra indicado em mulheres que estão em tratamento de infertilidade. Mamães que estão também amamentando não pode fazer o seu uso.

Crianças menores de 6 anos também é contra indicado. Pessoas que apresentaram hipersensibilidade a esta erva deve interromper o seu uso imediatamente.

Conclusão

Não foi relatado ainda nenhuma interação com outros medicamentos que pudesse causar perigo a saúde e apresentou pouca toxicidade em seus testes clínicos.

Mas deve ser usado com cautela, pois muitos acham que por ser uma erva medicinal não causará problema algum, e assim aumentam consideravelmente a dose.

Deve-se respeitar as recomendações do seu médico ou farmacêutico para que possa fazer o uso com mais segurança da espinheira santa.

E outra coisa também é importante dizer: se você está aqui a procura de um remédio natural para curar seus problemas como gastrite, gases, etc, você deve obrigatoriamente mudar o seu estilo de vida. Cortar por exemplo tudo aquilo que te faz mal, refrigerante, frituras, consumo excessivo de carnes e bebidas alcoólicas. É importante verificar também seu estado emocional, o estress por exemplo, é um dos vilões que causam o aumento do ácido clorídrico do estômago e trazendo consequências negativas a saúde.

Espero que tenham gostado deste artigo, e sugiro também que possam ler os demais artigos voltados para o tratamento de gastrites, úlceras, má digestão, neste link aqui, onde você encontra tudo. Assim poderá analisar, o que é mais fácil de você encontrar na sua região. Pode ser que você já até tenha alguma planta medicinal no seu quintal para esta finalidade e ainda não sabe!

Até a próxima! Não deixe de comentar, e compartilhar este artigo aos seus amigos.

Sobre o Autor

Jardel Moura
Jardel Moura

Farmacêutico, especialista em Fitoterapia, é autor deste blog. Pretende auxiliar os leitores a terem um relacionamento com o mundo das ervas medicinais.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.